Encontro com Jesus e sua palavra.

Na Sagrada Escritura está o registro em que Maria, mãe de Jesus, diz aos serventes de uma festa “FAZEI TUDO QUANTO ELE VOS DIZER”. Conhecendo o poder de Jesus, quem era de fato seu filho, Maria, bem-aventurada entre as mulheres, deixa claro a quem as pessoas devem buscar. Jesus é revelado como único que poderia solucionar o problema surgido durante aquela festa (bodas em Caná da Galiléia), somente Jesus seria capaz, naquele momento, de restituir a alegria dos participantes daquela festa e especialmente dos noivos, solucionando o problema. Assim podemos concluir do que está escrito em João 2.1-5. E hoje, não é diferente, ainda é Jesus o único que pode o que nós não podemos. Temos algumas consideraçoes sobre isso que queremos compartilhar: o exemplo e o ensino que Maria transmitiu aos serventes. E o encontro dos serventes com Cristo Jesus.

1- O exemplo.

Seguindo o exemplo desta notável mulher que foi Maria, seja, sua atitude para com os serventes da festa em orientá-los a buscar em Jesus a solução para o problema, vemos: O Filho unigênito de Deus, Jesus Cristo, como o único que pode resolver problemas inesperados que fogem as nossas forças e controle.
Jesus, o Cristo, é o exclusivo mediador e intercessor entre nós e Deus, constituído assim pelo próprio Senhor, Altíssimo Deus (cf. ITm 2.5 e João 14.6): “Porque há um só Deus, e um só mediador entre nós e os homens, Jesus Cristo homem”. e “disse-lhe Jesus Eu sou o Caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por Mim.” Note-se bem, está escrito: “O CAMINHO” e não “UM DOS CAMINHOS”, e “UM SÓ MEDIADOR” e não “UM DOS MEDIADORES” ou “VÁRIOS MEDIADORES”. E é pela sua capacidade mediadora que o Senhor Jesus, nosso Salvador, é também o nosso intercessor junto ao Espírito Santo (cf. Rm 3.26,34) , o Espírito Santo pode por nós, está ressurreto e vivo. Deste modo que roga intercessor e só Jesus Cristo e o Espírito Santo nos assistem em nossa fraqueza. Daí concluiu na Palavra de Deus que Ele é a porta que nos permite em autêntico e verdadeiro relacionamento com Deus. Portanto desta verdade bíblica teológica, entendemos que Maria nos deixou um grande exemplo quando foi até Jesus e orientou os serventes ao mesmo ato. Ela sábia (tinha o conhecimento) de que Jesus é o único capaz de mediar e interceder a Deus em favor das pessoas. Assim, crendo nele como o Salvador, nos dá exemplo de humildade e de fé e deixa a seguinte instrução (ensino): “fazei tudo quanto Ele vos disser”.

2- O Ensino.

A instrução de Maria: “fazei…” é uma expressão chave para a genuína vida cristã. Por quê? Porque é indo até Jesus e dando ouvidos a sua Palavra que nos vem à fé (cf. Rm 10.11) o amor (Fp 2.5) a esperança (I Tess. 1.3). encontramos sentido e significado para a mesma existência – vida. As Palavras de Jesus nos conduzem para o bem, de modo algum para o mal. Temos nelas garantias de vida plena e eterna. Sua Palavra é de paz, de justiça, de solidariedade, de esperança e vitória sobre os maus e os males que ameaçam nos destruir, nos roubar e nos matar. Portanto, o crente em Jesus, o Cristão, busca-o para fazer tudo quanto ele diz (Cl.1.23), conseqüentemente habitará seguro, tranqüilo, e sem medo do mal (Pv 1.30). Das palavras ditas pelo nosso Senhor Jesus Cristo precisamos considerar especialmente seu pronunciamento (orientação) para uma vida fundada no amor. (Mt.22.34-37), pois toda a lei se resume nestas palavras ditas por Jesus.

3- O Encontro.

Quando nos é afirmado com base na Palavra de Deus que Jesus é o único que pode solucionar problemas inesperado, que fogem as nossas forças e controle é porque Ele possui toda autoridade nos céus e na terra. É porque pela sua Palavra Deus tem nos falado nestes últimos dias (Hb.1.2). e tem sustentado todas as coisas. Com certeza a sua palavra permanecerá como está escrito:
Vejamos: as crises experimentadas por todos nós são sem dúvidas caóticas e desesperadoras. A quantidades de pessoas que morrem a cada dia é sintoma da carência vinda pela humanidade, de “problemas que não se podem resolver”. É certo que nem líderes políticos, nem cientistas, ou quem quer que for poderá solucioná-los, casamento desfeitos, pais e filhos lutando entre si, pessoas “pisando” umas nas outras, oprimindo e até matando para a satisfação de interesses pessoais. Gente sofrendo opressão como presos inocentes, morrendo de desgosto, angustia, aflição por estarem amaradas e amordaçadas, por sentirem seus olhos e ouvidos tapados, e o pior não Ter condições de fazer coisa alguma.
Jesus, cristo, entra na história, intervém, nos diz: “Se o filho vos libertar… (cf.Jo.8.36) Diz mais: “Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guarda a minha palavras…: (cf.Jo.8.51)
A palavra de Cristo é Vida! Vida fundada no amor. Cristo nos ensina o caminho da vida ao apresentar o grande mandamento. Vivemos para a vida quando guardamos as palavras de Cristo, seja, amando o Senhor nosso Deus que é o único Senhor, de todo nosso coração, de toda nossa alma, de todo nosso entendimento e de toda nossa força; e amando o nosso próximo como a nós mesmos. Esse amor como diz o apóstolo João deve ser de fato e de verdade, não de língua ou de palavra (1Jo.3.18).
Encontrar com Jesus, o Cristo, e sua palavra é um encontro com a vida, seu sentido e significado mais íntimo e profundo – real.
A carência humana que nos inquieta é justificadamente a ausência do amor sacrifical e solidário de Jesus, que Ele nos deu, mostrou e ensinou. É a inexistência de um amor dinâmico e incondicional. É a negação da vida pela negação com um compromisso com Deus. Porém, se quisermos, Jesus Cristo nos capacita a vivermos este amor. O que temos a fazer é recebê-lo em nossas próprias vidas, entregando-nos ao seu senhorio, controle, para que se manifeste em nós a sua vida. É dar ouvidos a sua palavra e “FAZER TUDO QUANTO ELE NOS DISSER”. Jesus Cristo diz para vivermos em amor a Deus e ao próximo. O que faremos permanecendo Nele, pois só assim estaremos no caminho da vida, na verdade que liberta, no seu Reino eterno.
Hoje é tempo para entrarmos com Jesus e sua Palavra. O momento para mudarmos o rumo, a história de nossa vida. A oportunidade para a felicidade que tanto queremos – uma vida plena e eterna.

Autor: Ismael Machado Correia

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião