Equilíbrio em meio as adversidades

Proposição: O meu desejo é que ante a palavra de Deus tenhamos uma base sólida para uma vida equilibrada.

Introdução: Equilíbrio, que qualidade admirável, desejável, imprescindível, porém difícil de conseguir. Como sentimos falta de equilíbrio quando a vida nos joga para o escanteio. Vivemos momentos de crise. A nossa vida é constantemente açoitada. Corremos o risco de perdermos o equilíbrio. Imaginemos: os discípulos dentro de um pequeno barco açoitado pelas ondas, porque o vento lhes era contrário, jogados pra lá, pra cá, pra cima, pra baixo, com frio molhados, cansados, desesperados. Equilibrados? Não , nenhum deles. Equilibrado somente Jesus que ficou em terra orando.

Transição: diante deste contexto que acabamos de apresentar, vamos refletir sobre três aspectos que nos levarão a ter uma vida equilibrada.

1º – Uma vida equilibrada é fruto de uma vida de oração.
Rm 12.12; Ef. 6.18; I TS 5.17 – a falta de intimidade com Deus nos leva a um monólogo onde somente Ele fala.

2º – Uma vida equilibrada é fruto da fé.
Heb. 11. Sem fé zombamos de Deus. Peça, espere, faça grandes coisas para Deus.

3º – Uma vida equilibrada é fruto da ação e presença milagrosa de Jesus.
Trabalhar o contexto do texto e atual

Conclusão:

• Já estamos no lago, Jesus já está ao nosso lado.
• Se não orarmos, não exercemos a nossa fé.
• Como podemos ser recipientes da graça de Deus?
• Na intimidade, os discípulos reconheceram a Jesus e o adoraram: Verdadeiramente tu és o filho de Deus.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião