Grandeza e singularidade de Deus.

Vivemos neste final de século uma tendência de urbanização. A maior parte da população do mundo vive hoje nas cidades e as cidades cada vez maiores.

Contudo, o fato de termos tantas pessoas ao nosso redor, não significa relacionamentos satisfatórios. E embora vivendo cada vez mais cercados por um maior número de pessoas, os seres humanos estão cada vez mais solitários e a sensação de que se é apenas um número nas estatísticas torna o ser humano cada vez mais carente de um relacionamento pessoal e significativo. Até nas igrejas hoje, a ênfase não está nos relacionamentos mais nos números; não importa que o Pastor não conheça suas ovelhas, nem elas o conheçam, nem elas conheçam umas as outras. Nos relacionamos com um número cada vez maior de pessoas, mas, cada vez, mais superficialmente.

A maior necessidade do ser humano é de afeto, de ser ouvido, de ser aceito, de ser amado.

O texto deste salmo, é todo escrito em uma perspectiva individual. O salmista aborda a questão da sua relação com Deus que vai desde a sua formação até a história da sua vida. À Luz do que este texto revela queremos falar a respeito da nossa relação com Deus e de Deus conosco na dimensão adotada pelo seu autor em que ele nos revela a grandeza imensurável de Deus e particularidade no seu relacionamento conosco.

I – A Relação de Deus conosco.

Muito embora o amor de Deus seja por todo o seu povo; Deus ama você como se só você existisse.
O amor de Deus é universal, mas, é particularizado na sua grandeza. Quando Deus o ama ele consegue singularizar esse amor. Deus ama a você com o seu nome; Deus ama a você com suas características físicas; Deus ama a você com a sua história de vida; Deus ama a você com a sua voz; Deus ama a você com a cor do seu cabelo… muito embora algumas vezes você o tenha pintado… Deus fez uma opção de amá-lo, de amá-lo todos os dias, de amá-lo em todas as circunstâncias, de amá-lo até o fim.

Muito Embora o cuidado de Deus seja para como todo o seu povo; Deus cuida de você como se só você existisse.
Quando você está triste Ele está ao seu lado; quando você está doente Ele está ao seu lado; quando você está endividado Ele também está do seu lado; quando você está ansioso Ele do seu lado. Quando você chorou, Ele estava enxugando as suas lágrimas; quando você fracassou foi Ele quem o animou para recomeçar; quando você pecou foi Ele quem lhe mostrou a necessidade do arrependimento e a incessante graça do seu perdão; quando você se sentiu esmagado pelas circunstâncias avassaladoras da vida e já não tinha forças para continuar, foi Ele quem te levou nos braços e te colocou sobre uma rocha e firmou os seus passos.

Muito embora Deus fale a todo o seu povo; Ele fala a você como se só você existisse.
Naqueles momentos em você se sentiu sozinho e desamparado foi Ele que falou: Não temas, eu estou contigo. Naquele momento em que você sentiu a perda de alguém que você muito amava; foram deles as palavras que trouxeram o consolo e o bálsamo para a tua alma que nenhuma palavra humana poderia trazer. Naquele momento em que você estava indeciso e não sabia o rumo a seguir foram deles as palavras que lhe mostraram por onde você deveria caminhar. E todos os dias, em todas as circunstâncias, Deus não deixará de falar a você de lhe comunicar a sua vontade; de lhe encorajar; de lhe fortalecer de lhe animar; de lhe edificar.

II – A nossa relação com Deus.

Muito embora todo o povo de Deus ore a Ele; no momento em que você ora é como se só você orasse.
E quando você ora, Deus não está preocupado com as palavras que você usa (Deus não se impressiona com palavras bonitas ou frases de efeito, pois ele sabe todas as palavras que existem em todos os idiomas e todas que ainda vierem a existir e conhece todas as regras gramaticais); com o lugar onde você se encontra; com a posição que você ora (de joelhos; sentado; deitado em pé; prostrado) a teologia do de “joelhos é melhor” não é verdadeira, nem é bíblica, a canção deveria ser de coração contrito é como Deus se agrada; com o momento que você ora: de manhã, à tarde, à noite, de madrugada. A oração de madrugada não tem mais poder do que a oração feita de manhã ou ao meio-dia, a sua vantagem é que neste momento, o silêncio nos auxilia para que a nossa mente não esteja distraída com os sons e os movimentos do dia. Na verdade, o que Deus vê é o sentimento, é o desejo do teu coração.

Muito embora todo o povo de Deus o adore; Deus recebe a sua adoração como se só você o adorasse.
E quando você o adora, Deus não está preocupado se você o adora no silêncio; se você o adora com palavras; se você o adora com cânticos; se você o adora com salmos; se você o adora sozinho; se você o adora com outros; se você o adora no templo; se você o adora ao ar livre. O que Ele quer é que você o adore. Deus não tem uma liturgia preferida, se tradicional ou contemporânea, Deus não tem um tipo de cântico preferido, se hino ou um cântico moderno; Deus não tem um ritmo preferido; os coreanos adoram a Deus à sua maneira; os africanos o adoram à sua maneira. O que Deus vê é a sinceridade do seu coração quando você o adora. Deus busca adoradores que o adorem em Espírito e em verdade.

Muito embora todo o povo de Deus o ame; Deus recebe o seu amor como se só você o amasse.
a)Porém, Deus quer prioridade no seu amor a Ele. Deus não aceita nenhum compromisso, nenhum ser, nada que esteja acima do seu amor a Ele.

Deuteronômio 6: 5 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças.

b)Deus quer exclusividade no seu amor a Ele. Deus não aceita um amor pela metade; dividido. Não existe Deus e; É Deus ou.

Josué 24:23 Agora, pois, – disse Josué- deitai fora os deuses estranhos que há no meio de vós, e inclinai o vosso coração ao Senhor Deus de Israel.

c) Deus quer constância no seu amor a Ele.

Oséias 6:4 Que te farei, ó Efraim? que te farei, ó Judá? porque o vosso amor é como a nuvem da manhã, e como o orvalho que cedo passa.

d) Deus quer um amor leal. Dt. 11:1 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus, e guardarás as suas ordenanças, os seus estatutos, os seus preceitos e os seus mandamentos, por todos os dias.

Nos dias difíceis e solitários, lembre-se que você está sozinho, e que há alguém para quem você é único, singular.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião