Jesus o autor da nossa vida e da nossa fé

Introdução:

Depois da nossa salvação, tem início ao processo da nossa caminhada cristã. Muitos nomes são dados aqui:
1. Crescimento cristão
2. Maturidade cristã
3. Discipulado
4. Santificação

O livro “O Peregrino” escrito por John Bunyan, nascido na Inglaterra em 1628. Preso por pregar o evangelho, Bunyan escreve seu livro onde narra a trajetória de um homem chamado Cristão. O ponto de partida é a sua conversão e a caminhada é em direção a Jerusalém celestial. Nessa peregrinação Cristão irá enfrentar todos os tipos de perigos e ameaças para que desista da viagem.

Assim, também, com cada um de nós.

1. Temos todos um ponto de partida: a cruz de Cristo. Nela morremos para a velha vida e nela também nascemos para a nova vida em Cristo. O Ap. Paulo ensina que fomos reconciliados com Deus, por intermédio da cruz (Ef 2.16). Qualquer outro meio de salvação anula a cruz de Cristo (1Co 1.17).

2. Temos um mesmo caminho a trilhar: todavia, cada um de nós enfrentará seus próprios dilemas, provações e tentações. Uns ficarão mais tempo em alguns vales, outros se machucarão nas pedras, alguns quase se aforagarão nas correntezas. “… corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta” (Hb 12.1).

3. Temos todos um mesmo auxílador: o Mestre Jesus Cristo que prometeu fazer essa viagem conosco. “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” Ou na versão atualizada: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28.20). “Eu sou o bom pastor” (Jo 10.11).

3. Temos todos um mesmo destino final: o reino consumado de Jesus Cristo. Reino que ele preparou para cada um de nós antes mesmo de nos salvar: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (Mt 25.34). Esse Reino será nosso por toda a eternidade conforme explicou o Apóstolo Paulo: “… e, assim, estaremos para sempre com o Senhor (1Ts 4.17).

Conclusão:
Um belo hino trás a seguinte mensagem:

Em nada ponho a minha fé, senão na graça de Jesus
No sacrifício remidor, no sangue do bom Redentor.
A minha fé e o meu amor
Estão firmados no Senhor;
Estão firmados no Senhor.

Nessa longa estrada que trilhamos, é possível os danos e as perdas. Por isso, o grande desafio a todos nós: olhar firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus. (versão católica: com o olhar fixo).

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião