Guardar o coração

Ler Prov. 4:23-27… 2. Estes conselhos plenos de sabedoria dados por Salomão a seu filho não perderam seu valor com o passar dos anos. 3. Hoje, ao estarmos prontos para atravessar o limiar de um novo ano, com seus problemas, provações, desafios e dificuldades, deveríamos entesourar em nossos corações estas palavras de Salomão, tão cheias de sabedoria.

I. “guarda o teu coração” v.23.

A. Para nós o coração é figurativamente a sede das emoções. 1. Para o judeu as entranhas eram a sede das emoções, e o coração a sede do intelecto… 2. Ao aconselhar seu filho dizendo “guarda teu coração” o sábio queria dizer “guarda a tua mente”… 3. Pureza de mente é o primeiro requisito para uma vida de vitória sobre o pecado. a. Pois, é da abundância do coração, isto é, da mente que procede o mal para as nossas vidas (Luc. 6:45)… 4. Pecado é ceder aos desejos do pecaminoso, do enganoso coração humano (Jer. 17:9). a. Portanto, precisamos manter nossa mente sujeita a Deus, o único que pode mantê-la pura… b. Observe o conselho dado por Tiago: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” Tia. 4:7… c. Podemos, ainda acrescentar a sábia admoestação escrita por Paulo: “Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra” Col. 3:2.

II. Preserva os teus lábios, guarda tua língua, v.24.

A. Aquilo que dizemos pode criar muitas dificuldades e problemas. 1. Ler Tia. 3:5-10… 2. Mas aquilo que falamos também pode ser uma bênção. a. Ler Prov. 15:23 e 25:11. B. Portanto, o salmista nos adverte dizendo: “Refreie tua língua do mal, e os teus lábios de falarem dolosamente” Sal. 34:13. 1. Conforme lemos em Tia. 3:1-2 a língua é o membro mais difícil de ser controlado… a. Somente pureza de mente e constante vigilância sobre ela conseguirão contê-la. 2. Aquilo que a língua profere é uma boa indicação da condição da mente. a. Tagarelice, especialmente sobre coisas indecentes, mostra uma mente que ainda está cheia de interesses terrenos. b. Palavras iradas mostram que o orgulho e a vontade própria ainda reinam. 3. Cada movimento de nossos lábios deveria aproximar-nos de Jesus para que Ele purifique nossa mente…

III. Mantenha teu olhar “firme para a frente”… v.25

B.L.H. A. Nosso olhar deve ser fixo e não distraído. 1. Não podemos permitir que ele vagueie ao encalço de cada coisa que apareça em nossa frente, pois seríamos afastados do bem e enredados pelo mal. 2. Devemos desviar nossos olhos de tudo aquilo que é vão… 3. Nossos olhos precisam ser bons, para que nosso “corpo seja luminoso” Mat. 6:22. B. Acima de tudo devemos manter nosso olhar “firme” em Jesus… 1. Ler Heb. 12:2… a. Precisamos olhar para Ele em busca de graça e força para vencer cada dificuldade e para permanecer firmes até o fim… b. Olhando para Ele, Pedro conseguiu caminhar sobre as águas encapeladas do mar da Galiléia (Mat. 14:24-32)… c. Porém, quando desviou seu olhar do Mestre, ainda que só por um momento, começou a afundar… d. Conservar os olhos da fé fixos em Jesus é manter contato ininterrupto com Aquele que é a fonte de poder, Aquele que pode fortalecer-nos e guardar-nos até o fim.

IV. “Pondera a vereda do teus pés” v.26.

A. Não devemos atuar de modo impulsivo… 1. A BLH parafraseou este verso com as seguintes palavras: a. “Pense bem no que vai fazer”… 2. Precisamos meditar e orar antes de agir… a. “Ponha a sua vida nas mãos do Deus Eterno, confie nele…”, pois Ele “guia com segurança, no caminho em que devem andar, as pessoas que Ele aprova” Sal. 37:5,23 BLH. b. Sim “Ele guarda os pés dos seus santos” I Sam. 2:9…

Conclusão: 1. Pureza de coração, autenticidade no falar e firmeza de propósito nos farão avançar no caminho da paz e da santidade. 2. Portanto, ao adentrarmos os portais de um novo ano, devemos fazê-lo segurando na mão de Deus… 3. Se assim fizermos, comprovaremos que “a vereda do justo é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” Prov. 4:18.

www.infopastor.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião