Missão: A visão missionária de Deus

Neste sermão vamos aprender sobre Missão: A visão missionária de Deus. A nossa oração é que você aprenda com este sermão.

Texto: João 3:16

A missão de Deus. João 3:16 talvez seja o versículo mais famoso da Bíblia, para os evangélicos ao menos. Nele, Jesus expressa o quão grande é o amor de Deus. Pois Ele deu seu único Filho para salvar uma humanidade completamente perdida em pecados.

Que o amor de Deus é grande, que Jesus é o único que pode pagar por nossos pecados, que a fé é o meio pelo qual a salvação vem até nós, tudo isso nós entendemos, mas uma coisa passa despercebida quase sempre: Deus veio até nós, por meio do Filho. Isso nos mostra que a iniciativa missionária foi de Deus e, mais que isso, que sua missão foi destinada a todas as pessoas, afinal, Jesus morreu pela humanidade.

Mas a atitude missionária de Deus não se iniciou aí. Na aliança feita com Abraão, em Gênesis 12, vemos claramente a preocupação divina com a humanidade, pois o texto diz que por meio de Abraão todas as nações seriam abençoadas. Em Cristo, isso ganhou uma dimensão tremendamente maior, porque Deus deu a bênção da salvação por meio da morte e ressurreição de Seu Filho, Jesus.

Para entendermos melhor tudo isso, vou relacionar João 3:16 com a Grande Comissão dada por Deus:

1) A missão de Deus: nossa missão

João 3:16 deixa muito claro que Deus agiu em prol da humanidade, Ele enviou seu Filho por ela. Aí está o cerne das missões: o único Deus, criador de tudo, ama sua criação a ponto de morrer na cruz, por meio de Seu Filho, para resgatá-la da corrupção e dá-la a vida eterna.

Porém o texto diz que é necessário que as pessoas creiam nisso para não perecerem e terem a vida eterna. Para que as pessoas creiam, é necessário que elas ouçam, ou seja, alguém precisa contar a obra de Jesus para o mundo, Paulo diz isso em Romanos 10:14. Antes dele, contudo, Jesus já havia nos dado a ordem de ir e fazer testemunhas, contar para as pessoas sobre Ele (Mt 28:18; Mc 16:15 e At 1:8), pois elas necessitavam e ainda necessitam ouvir para crer.

Então, meus irmãos, temos duas verdades complementares nesta reflexão: primeiro, Deus veio em missões até nós, a fim de nos salvar e nos dar a vida eterna. Este ato e desejo de Deus nos leva a segunda verdade, Ele nos envia para fazer o mesmo, contar para o mundo todo o que Jesus fez, para que as pessoas creiam e sejam salvas.

Agora nós precisamos entender todo este processo de forma prática, para isso, devemos nos atentar aos três textos que expressam nossa missão, Mt 28:18; Mc 16:15 e At 1:8.

2) Cumprindo a missão de Deus de forma prática

Todos os três textos do comissionamento deixam claro que Deus nos envia a todos os lugares de uma só vez. Mateus traz “fazei discípulos de todas as nações”, Marcos, “Vão pelo mundo todo” e, em Atos, Jesus ordena que os discípulos sejam testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia, Samaria e confins da terra. Dessa forma, o envio da igreja por Jesus é para todos os lugares ao mesmo tempo. Assim, somos testemunhas aqui em nosso bairro e no mundo ao mesmo tempo. Trata-se de uma missão local e global da igreja.

É interessante, mas, ainda hoje, igrejas se recusam a fazer missões em outros lugares dizendo que onde ela está há muitas necessidades. Ninguém nega as necessidades locais, porém, como ficam as necessidades de outros locais, onde não há igreja para socorrer? Além disso, pode ser que um determinado irmão ou irmã tenha o coração pegando fogo por ser missionário em povos não alcançados. Neste caso, incentivamos sua ida ou prendemos ele dizendo que há necessidades aqui.

Muita gente, longe, nunca ouviu sobre Jesus, pessoas que estão perto também não. Sobre isso, o missionário e missiólogo Ronaldo Lidório diz que os segmentos menos evangelizados do Brasil são os indígenas, os ribeirinhos, os ciganos, os sertanejos, os quilombolas, os imigrantes, os surdos e os mais ricos dos ricos e os mais pobres dos pobres[1]. Isto é, a necessidade e a urgência da missão, e de ir em missões, continuam, afinal, muitos em muitos lugares não sabem quem é Jesus.

O fato é: a igreja tem sua responsabilidade local e global e deve cumpri-las. Para isso existem três formas:

  1. I) Ir, tanto localmente quanto a outros lugares. Nesse sentido, a igreja deve desenvolver atividades que alcance sua localidade e incentivar aqueles que desejam se deslocar para outros lugares como missionários ou missionárias. Se isso não tivesse acontecido nos séculos anteriores, o evangelho não teria chegado ao Brasil, pois os missionários que entenderam a necessidade de vir para cá são de países que até hoje precisam ouvir do evangelho, assim como as pessoas de nosso país. Não faz sentido deixar de enviar ou ir por causa das necessidades locais, a igreja cuida da localidade e enviar pessoas para cuidar de outras localidades. Este é o mandamento!
  2. II) Orar. A igreja deve orar por missões. Deve interceder por quem está no campo missionário, seja pelos missionários e missionárias locais, ou por aqueles e aquelas que estão em locais distantes, perigosos ou com poucos recursos. Orar é obrigação da igreja!

3) Contribuir na missão de Deus

Nossas igrejas precisam contribuir com missões. Eu entendo que missões só é prioridade de uma igreja quando o primeiro item de sua planilha de gastos for missões (item intocável). Neste ponto eu faço uma crítica às muitas igrejas que deixam de contribuir com missões quando surge a primeira necessidade ou quando, pasmem, decidem construir ou reformar. A igreja que faz isso não é missionária em seu coração. Nós precisamos entender que contribuir é uma forma de fazer missões, pois a igreja em si pode não ir ou não ter alguém para enviar, mas pode estar presente no movimento por meio de suas contribuições e orações.

Considerações

Missões é algo que está no coração de Deus, devido ao seu grande amor pela humanidade criada por Ele. Por isso Ele sempre determinou que todos os povos fossem abençoados. Mais do que isso, Deus enviou Seu Filho único ao mundo para salvar a humanidade com sua obra na cruz.

Após isso, Ele determinou a seus filhos a mesma missão, ir ao mundo todo, pregar para os que não o conhecem e fazer deles discípulos. Essas pessoas só podem crer por meio do ouvir, dizer a elas é a função da igreja.

Por isso, somos convocados pelo Senhor Deus, pelo próprio Jesus (autor da salvação) a proclamar ao mundo o que Ele fez. O Espírito nos capacita a isso. Por este motivo não devemos hesitar nem temer. Então, cumpramos nossa missão, indo, orando e contribuindo, pois Deus nos chama.

Autor: Eder Calado

Visite: http://www.ejesus.com.br

Veja outros sermões sobre a Missão de Deus

Novos líderes para a velha Missão

Uma igreja saudável, uma igreja missional

Você estudou sobre Missão: A visão missionária de Deus. Compartilhe e abençoe outros.

Comentários

comments

Contribua com sua opinião