Não desencorage!!!

Introdução:

Conta-se que após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para ficar boiando. Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente. Com muita dificuldade e restos dos destroços, ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva e de animais para guardar seus poucos pertences, e como sempre agradeceu a Deus. Nos dias seguinte, a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia…No entanto, um dia, quando voltava da busca por alimentos, ele encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens e fumaça. Terrivelmente desesperado ele se revoltou…gritava chorando: ‘O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?’ Chorou tanto, que adormeceu, profundamente cansado…No dia seguinte bem cedinho, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava. — ‘Viemos resgatá-lo’— disseram. — ‘Como souberam que eu estava aqui?’ — perguntou ele. — ‘Nós vimos o seu sinal de fumaça!’ É comum sentirmo-nos desencorajados e até desesperados, quando as coisas vão mal. Mas Deus age em nosso benefício, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

Paulo, neste belíssimo e encantador texto de Romanos 8, magistralmente nos mostra os eleitos de Deus sob Sua Graça e proteção constante. mas para que pudéssemos obter estas bênçãos Paulo nos mostra o seguinte:

I- QUE DEUS É POR NÓS

“Que diremos, pois, à vista destas cousas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?”(v.31)

Poderão existir oposições e opositores aos filhos de Deus, no entanto, por mais que intentem fazer alguma coisa não conseguirão uma vez que Deus está como o seu defensor. O náufrago, da ilustração acima sofreu uma tragédia mas Deus lhe enviou uma “tábua de salvação” para o salvar. O mar não se oporia a ele uma vez que estava agarrado a uma peça de madeira que lhe garantia segurança. A segurança do crente, no mar contrário que se opõe a sua vida espiritual constantemente, é Deus que é por ele. Se Deus é por nós, diz Paulo, então que oposição poderá existir?

II – QUE DEUS NOS DEU O SEU FILHO POR NÓS

O v. 32 diz que “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as cousas?” A providência da nossa Redenção foi-nos concedida na Pessoa do Filho, Jesus Cristo, que sofreu, participando ativamente atraindo sobre si a maldição da lei e a condenação que pesava sobre cada um de nós. Cristo é o nosso abrigo no temporal, na tentação e em todo o mal que se avoluma contra nós.

III – QUE DEUS GARANTE QUE NADA NOS AFASTARÁ DELE

Nos vv. 33 a 39 Paulo nos mostra como a graça amorosa e providencial de Deus age, mostrando-nos que:

Ele é um Deus Justificador. v. 33,

Ele é Ele é um Deus intercessor (v. 34).

Ele é um Deus que dá vitória. (v.37)

Conclusão:

Como aquele náufrago que recebeu todas as condições de salvação e de sobrevivência, você crê que Deus cuida de você? Tem exercitado essa fé?

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião