O Menino Que Transformou a História

Introdução
Alguns eventos têm a capacidade de transformar o curso da história. A bomba de Hiroshima contribuiu para acabar mais rapidamente com a II Guerra Mundial. A morte de Ghandi contribuiu para a saída dos ingleses da Índia.

Transição
Quero falar nesta noite sobre um menino, que não nasceu nos palácios ou mansões, mas sim numa simples manjedoura e cujo nascimento transformou o curso da história. Vejamos em quais aspectos. Em primeiro lugar, ele transformou o curso da história…..

1. Aumentando o seu governo na terra
a) Nos versos anteriores vemos que “o governo está sobre os seus ombros”. Descreve ainda as características deste governante:
 Maravilhoso Conselheiro
 Deus Forte
 Pai da Eternidade
 Príncipe da Paz
b) O governo que ele irá implantar terá estas marcas. Os súditos devem obediência a este governo e também a responsabilidade de incorporar estas marcas em suas vidas e atividades.
c) À igreja cabe a tarefa de expandir este governo sobre todos os povos do mundo – evangelização.

2. Trazendo paz à terra
a) Este governo está intimamente associado com a pessoa que se assenta no trono de Davi.
b) A principal marcar deste governo é a implantação da paz:
 A tirania do ódio será destruída (Paz na terra aos homens de boa vontade a quem Deus quer bem)
 As diferenças entre a humanidade podem ser resolvidas com o recebimento desta paz em cada coração.
c) Paz é um elemento extraordinário aqui, pois a maioria dos governos é expandidos através da guerra, da dominação – Cristo traz a paz.
d) À igreja cabe a tarefa de promover esta paz através de cada um dos seus

3. Estabelecendo o juízo e a justiça de Deus na terra
a) Este novo governo tem como alicerce dois fundamentos sólidos: juízo e justiça. Quando a maioria dos governos promove a opressão e a injustiça, este governo estabelece a justiça e o juízo como marcas de uma nova etapa na história.
b) Estes fundamentos estão nas própria pessoa que os estabelece – este governante é justo em todas as suas ações. Aos seus governados compete obediência total a este dois fundamentos.
c) À igreja cabe a tarefa de lembrar o mundo sobre a justiça e o juízo de Deus. As perversidades não ficaram impunes, as opressões terão um fim. O justo Juiz vencerá no final.

Conclusão
Unindo a terra com o céu – diferentemente dos reinos deste mundo, este é eterno. (Lucas 1.32,33).
Os frutos da sua missão são estabelecidos hoje e adentram o futuro.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião