O que é mais fácil?

“Levanta-te, toma o teu leito, e vai para a tua casa”

Introdução:
• A relevância de Deus para a sociedade moderna.
• Em última análise o que o ser humano que saber é se Deus faz ou não faz? Tudo é definido nestes termos.

Transição:
• Os nossos impossíveis são possíveis pra Deus.

1. Um Problema Insolúvel: Perdoar ou Curar?

A. Diante da incredulidade dos escribas quanto à possibilidade de perdoar os pecados do paralítico, Jesus volta-se para aqueles homens versados na lei de Deus e pergunta: “O que é mais fácil:
• Dizer ao paralítico: Teus pecados te são perdoados! Ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e caminha?”
• Os escribas nada respondem a Jesus. Se eles dissessem curar o paralítico, eles não tinham poder para tal coisa. Se dissessem perdoar os pecados eles blasfemariam porque somente Deus pode perdoar pecados.

B. Ele tem o poder para sarar a alma e para sarar o corpo; ele tem autoridade para restaurar por dentro e restaurar por fora.

2. Os Nossos Impossíveis são Possíveis a Deus

1. Quando pensamos em nós e no nosso relacionamento com Deus, devemos ter um sentimento de gratidão a ele porque na pessoa de Cristo ainda é possível que alguém possa levantar-se e andar.

2. Muitos ao redor duvidam do poder de Deus em restaurar vidas. Palavras como: “Não tem mais jeito”; “Tudo o que podia ser feito, já foi feito”; “Não tem remédio para ele ou ela”. Essas frases mostram que as pessoas que as dizem não conhecem o poder de Deus e o que ele pode fazer para trazer vida onde a paralisia está instalada.

3. Para Deus não há impossíveis. Ele é o autor da vida e todas as vezes em que alguém se aproxima dele trazendo as suas paralisias, ele exerce a sua misericórdia.

Conclusão:
• O desafio para hoje é que nós apresentemos a Deus as nossas paralisias porque ele é o único que tem o poder para restaurar as nossas vidas. Ele com compaixão declara: “Levanta-te e anda”.
• Em Deus está o sim. Em Deus está a vitória sobre a incredulidade, sobre a morte, sobre o desespero. Entreguemo-nos ao Senhor, permitindo que ele nos cure!

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião