O que é necessário para a igreja crescer e ser edificada?

O que é necessário a igreja crescer e ser edificada?

1. É necessário direção: “cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” (v.15):
É a partir de Cristo, a cabeça, que o corpo cresce e desenvolve sua capacidades. Cristo é centro, que dá a direção e a motivação para estarmos juntos. O que faz sentido a essa comunidade não deve ser suas atividads, mas Cristo. Se Ele não nos motiva, nada nos motivará e qualqer outra motivação que não Cristo é passageira, circunstancial. Os membros só podem ser saudáveis e fortes quando cada um é obediente á direção que ele nos dá. Reconhecemos e declaramos nessa comunidade que Cristo é a nossa direção. Ele é o nosso caminho, a nossa verdade e a vida da igreja.

2. É necessário o envolvimento de todos: “Dele todo o corpo” (v.16):
Por amor a Cristo e seu corpo, todos agora se envolvem. Cristo é a nossa motivação para o envolvimento. Nosso envolvimento não é fruto de alguém ficar te pedindo “faça isso, faça aquilo”. Todos se envolvem porque amam o Senhor. Jesus pergunto a Pedro: “você me ama?” “Se você me ama, cuida das minhas ovelhas”, disse Ele. Ou seja, demonstre esse amor no envolvimento com as ovelhas. O envolvimento não é de uma ou outra pessoa, é de todo o corpo. Todos são importantes.

3. É necessário organização: “ajustado” (v.16):
Para que a igreja cresça e se desenvolva é necessário que todos trabalhem de forma coordenada. Não se trata de estarmos envolvidos em projetos de interesse pessoal. Temos senso de direção por causa de Cristo; por causa todos se envolvem, e para isso é necessário organização e administração. O corpo é um organismo que necessita de organização. A palavra de ordem aqui é “ajustado”. O desajuste é fruto da ausência de organização. Ajuste o organização não significa perda de criatividade e espontaineidade. Ajustar significa ter a estrutura correta para que a criatividade e espontaneidade tenham um ambiente adequado para florecer.

4. É necessário trabalhar em equipe: “unido pelo auxílio de todas as juntas” (v.16):
A palavra “junta” significa: toque, contato, pegar, ponto de contato. Isso complementa o que foi dito no ponto anterior: Não podemos trabalhar de forma descoordenada, bagunçada, sem organizaão. Antes o nosso trabalho deve ser coordenado. É trabalho em equipe onde todos são importantes, um entrando em contato com o outro, um apegado ao outro, onde todos são pontos de contato. Cada pessoa funciona como uma junta da equipe coordenada. Vejam: estamos (o corpo) ligado ao cabeça e a cada um de nós é a liga, o ponto de contato para fluir o alimento para o corpo. Uma igreja sem senso de equipe jamais será uma igreja unida, forte, que cresce, antes, teremos cada um querendo fazer o que bem entende. Ao contrário disso, somos dependentes de todos e todos dependentes de Cristo, a cabeça.

5. É necessário que todos saibam sua missão no corpo: “cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função” (v.16):
O todo é constituido das partes. Cada parte deve cooperar visando o suprimento do corpo. Cada parte realiza sua função, seja ela qual for. Por isso cada um de nós deve possuir um profundo senso de missão, ou seja, quem sou eu e o que devo fazer. Deus respeita a identidade de cada um dentro do corpo, mas é necessário que cada um de nós saiba claramente qual é o seu ministério para poder cooperar. Enquanto apenas uns se procupam em trabalhar e outros estão apenas observando, nunca conseguiremos desenvolver a missão para a qual Deus tem nos chamado. Note como você é importante aqui, pois o corpo “cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função”

Conclusão:

Estamos experimentando algo muito forte e bonito. Todos aqui podem testemunhar que “o amor de Cristo nos constrange” a fazer o que estamos fazendo (2 Co 5:14). Nossa vocação é amar: por duas vezes esse texto nos convida a amar: (1) seguindo a verdade em amor e (2) cresce e edifica-se a si mesmo em amor.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião