O Senhor é bom, felizes os que nele confiam!

Os estudiosos da bíblia concordam que esse salmo foi, de fato, escrito pelo rei Davi.
Desde a sua juventude Davi sabia o que era ser aclamado como um herói, mas também sabia, desde a sua juventude, o que era ser traído e perseguido como um bandido.

1. Aparentemente esse salmo foi escrito para celebrar a proteção de Deus durante um desses momentos de luta e perseguição:

“Busquei ao SENHOR, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores (…) Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias. O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra” (versos 4, 6 e 7).

2. Depois de testemunhar o seu livramento, Davi parece desejar que os seus leitores possam ter a mesma experiência que ele. E lança o desafio:

“Provai, e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele confia” v.8; O termo “provar” nesse texto refere-se literalmente a “experimentar”. Isso requer uma decisão consciente de envolver-se. Esse é o desafio de Davi para mim e para você. Ele parece estar dizendo “eu provei e tenho certeza de que se você provar, chegará à mesma conclusão que eu cheguei”.
“Provai e vede” – o que é que eu vou ver? O que é que eu vou perceber?
“Que o Senhor é bom e que os que nele confiam são felizes”

Conclusão:

Davi sabia do que estava falando. Varias vezes ele tentou confiar em si mesmo; no seu próprio entendimento; nas suas próprias habilidades; nos seus próprios desejos e sentimentos e acabou fracassando miseravelmente. Ele sabia qual era o resultado de confiar em si mesmo, e sabia qual era o resultado de confiar em Deus.
Nós também, em nossa vida e ministério, somos chamados a tomar essa decisão diariamente. Fiquemos com o conselho de Davi: “Temei ao SENHOR, vós, os seus santos, pois nada falta aos que o temem” v.9.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião