Precisamos orar mais

E. M. Bounds escrevendo sobre a maior necessidade da igreja, disse: “O que hoje a Igreja necessita não é de mais e melhor maquinismo, de novas organizações ou mais e novos métodos, mais homens a quem o Espírito Santo possa usar – homens de oração, homens poderosos na oração. O Espírito Santo não se derrama através dos métodos, mas por meio dos homens. Não vem sobre maquinarias, mas sobre homens. Não unge planos, mas homens – homens de oração”. Oração é a nossa maior necessidade, por isso precisamos orar mais.

A primeira reunião da igreja em Atos foi uma reunião de oração. Então, voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a jornada de um sábado. {jornada de um sábado: cerca de um quilômetro} Quando ali entraram, subiram para o cenáculo onde se reuniam Pedro, João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, filho de Tiago. Todos estes perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, com Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele. (At 1.12-14).

Este texto mostra-nos que a primeira reunião da igreja descrita por Lucas foi uma reunião de oração. Três lições importantes sobre oração:

1. Quem estava orando?
Todos os membros da igreja ali em Jerusalém estavam orando. Cerca de 120 pessoas estavam naquele cenáculo. É interessante notar a variedade de pessoas presentes naquela reunião. Homens e mulheres estavam lá. Os apóstolos ou os líderes da igreja estavam lá. A família de Jesus, Maria e os irmãos do Senhor Jesus, estavam lá. O que isso nos ensina? Todos os membros da igreja devem participar das reuniões de oração, principalmente, os líderes (At 3.1; 4.13 e 8.14). É surpreendente que hoje as pessoas pescam juntos, praticam esportes juntos, comem juntos, mas não oram juntas. A maior comunhão do mundo é a comunhão da oração.

2. Como eles oravam?
Todos oravam de forma perseverante e unânime – Indica oração determinada e em comum acordo, pois a oração é o melhor meio de unir o povo de Deus. A palavra perseverante significa a capacidade de não esmorecer e de não desistir de orar (Lc 18.1). A palavra unânime indica um só coração ou unanimidade de idéias e sentimentos (At 1.14; 2.1 e 46; 4.24; 5.12; 15.25). Todos os membros da igreja devem orar juntos de forma perseverante e unânime. Precisamos ter o mesmo foco, os mesmos objetivos, as mesmas expectativas na oração coletiva. Membros de igreja devem orar juntos.

3. Por que estavam orando?
Os irmãos em Jerusalém oravam porque Jesus mandou orar. Eles oravam enquanto aguardavam o agir de Deus, o cumprimento da promessa do derramar do Espírito. “Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha”. (Patrick Johnstone). A oração era a única arma daquela igreja. Por isso eles oravam para tomar decisões importantes (At 1.24), oravam para continuar pregando a Palavra de Deus (At 4.23-31), oravam para compreender a vontade de Deus (At 10.9), oravam para resistir as perseguições do Diabo (At 12.5), oravam pela direção missionária (At 13.1-3). Tudo naquela igreja era realizado com oração. Eles haviam apreendido que sem Jesus, não poderiam realizar nada (Jo 15.5).

Conclusão:
Conclamamos ao povo de Deus para orar. É tempo de buscarmos ao Senhor. Precisamos priorizar a oração.

Arival Dias Casimiro 

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião