Princípios bíblicos para a vida familiar

TRÊS VERDADES PARA NOS ANIMAR A PENSAR BIBLICAMENTE NA FAMÍLIA

1. A Bíblia é um livro para a família, em dois sentidos: a Palavra de Deus
a) contém histórias de famílias, exemplares e nada exemplares, com relatos de dramas intensos, como doenças, mortes, desavenças, abandonos, esterilidade;
b) oferece abundantes e sólidos conselhos e
c) garante que pertencemos à grande família de Deus, em que Ele é o Pai, não importa o nosso estado civil.
a) Os exemplos de famílias nada exemplares são mais abundantes: Abraão negando um filho, Davi descuidando dos seus filhos, os irmãos de Jesus com dificuldades para reconhecê-lo como Messias. Mesmo a família exemplar de Timóteo não seguia o padrão porque era constituída de avó, mãe e filho.
b) Há centenas de textos com elevados padrões para a vida familiar, como o relato da criação homem-mulher, os cuidados sugeridos em Cântico dos Cânticos, o ensino de Jesus sobre o casamento e as instruções dos apóstolos, especialmente as de Paulo que, provavelmente, não tinha uma família própria.
c) Eis como a Bíblia nos caracteriza: “Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito” (Efésios 2.19 -22).

2. Terra de todos nós, a família é o território onde vivemos e morremos, em dois sentidos: ali se desenvolve a história toda de cada um de nós; ali nossas potencialidades se desenvolvem, desde que amados, liberados, estimulados, e ali podemos morrer a cada dia, rejeitados, sufocados, decepados.

3. Não existe família perfeita, mas princípios perfeitos para a família. Esta convicção nos anima a não desistir da nossa, mas a gastar tempo diante de Deus agradecedendo e intercedendo por ela, chorando por ela (em lugar de escondermos seus problemas), lutando por ela (em lugar de desanimarmos), buscando novos caminhos para ela (em lugar de nos acomodarmos). Neste sentido, as tarefas na família, para que seja um espaço de amor, libertação e estímulo, cabem a todos: pais, cônjuges e filhos.
* Um dos textos mais completos com os padrões de Deus para a família é Efésios 5.21-6.4.

5.21-33
21 Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo.
22 Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor,
23 pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador.
24 Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.
25 Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela
26 para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra,
27 e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.
28 Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.
29 Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpoc, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja,
30 pois somos membros do seu corpo.
31 “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne.”d
32 Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja.
33 Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.

6.1-4
1 Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.
2 “Honra teu pai e tua mãe” este é o primeiro mandamento com promessa
3 “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”e.
4 Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião