Quem criou estas coisas?

Amados irmãos no Senhor Jesus Cristo,

Na maioria dos colégios no Brasil, há professores que ensinam aos alunos que o mundo veio a existir através de um longo processo de evolução. Através de livros os alunos aprendem que milhares e milhares de anos atrás houve uma explosão cósmica. Depois daquela suposta explosão, ou depois de uma colisão entre cometas (mas isso ninguém sabe diretinho) teria surgido o fenômeno vida. A princípio os seres vivos ainda teriam sido primitivos e sem muita inteligência, consistindo de apenas em uma só célula. Mas ao decorrer de muito tempo os seres vivos teriam se evoluído tanto, que surgiram répteis, dinossauros e depois milhares outros espécies de animais. Num determinado momento um macaco deveria ter tido a inteligência de ter ficado em pé. Determinados descendentes daquele macaco inteligente teriam aprendido a andar do mesmo jeito que nós hoje ainda andamos, virando-se homens. A grande maioria dos professores e cientistas crê nessa hipótese da evolução. E muitos alunos ficam confusos, ou acabam crendo na evolução, acreditando no professor ou acreditando no livro que foi usado.

Porém irmãos, a assim chamada teoria da evolução não é uma teoria comprovada. Ela é de fato um conjunto de hipóteses, pensamentos e idéias que se supõem serem verdadeiros. Porém, nunca foi provado ainda que uma espécie de animal se transformou numa outra espécie. Pelo que sabemos até agora, nunca aconteceu que um gato que virou cachorro, ou que um cachorro que virou gato. Também nunca vimos provas de que um macaco virou homem, ou de que um homem virou macaco. Só sabemos que há muitas espécies de macacos, e que o homem tem mudado ao longo dos séculos. Por exemplo, o homem não parou de crescer. O que é mais importante ainda do que tudo isso, é que a palavra de Deus nos revela ensinamentos muito diferentes. A primeira coisa revelada na palavra de Deus é que Deus criou o mundo. A palavra de Deus nos revela, já nas primeiras páginas da bíblia, que Deus Pai criou o mundo, os céus, o mar, todos os seres vivos, inclusive o homem. Deus Pai criou tudo que existe, do nada. Até as estrelas e cometas mais distantes, foram criados por ele. “Levantai ao alto os vossos olhos e vede. Quem criou estas coisas? Aquele que faz sair o seu exército de estrelas, todas bem contadas, as quais ele chama pelos seus nomes; por ser ele grande em força e forte em poder, nem uma só vem a faltar” (Isaías 40: 26). Quer dizer, irmãos, o mundo veio a existir através de alguém, alguém que é soberano e mais poderoso do que todas as criaturas. Rejeitamos a idéia que o mundo veio a existir por uma simples coincidência. Acreditamos na Palavra de Deus a qual revela que Deus Criador criou o mundo. Por isto cremos em “Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra”.

É bom, irmãos, observarmos que o catecismo não fala apenas sobre Deus Criador. O catecismo diz logo que Deus Criador é “o eterno Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (Domingo 9). Já antes de todos os tempos, Deus era Pai! Nunca houve uma época em que Deus não era Pai. Ele gerou, antes da eternidade, o Filho, que é eterno como o Pai é eterno. É bom sabermos isso, irmãos! Deus não é um poder. Ele não é o algo como “o destino”. Ele não é uma energia. Deus não é um ser impessoal. Deus é alguém, mais exato, ele é Pai. Ele é o eterno Pai que tem um eterno Filho. Ele é um Deus cheio de eterno amor. Pois o Pai ama o Filho, desde a eternidade. O apóstolo João confirma esta eterna união e comunhão entre o Pai e o Filho, quando diz “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ela estava com Deus no princípio” (João 1: 1-2). Então, vejam como é bom crermos em Deus Pai, Criador! Onde muitos crêem em um processo cego, em um ser pessoal, ou em uma força ou no destino, nós cremos em um Deus pessoal, um Deus que ama desde a eternidade, um Deus que se tornou nosso Pai. Desta maneira podemos sempre ter muita esperança, pois sabemos quem está no comando.

Agora, irmãos, tendo esta visão e convicção que o eterno Pai do nosso Senhor Jesus criou o mundo, surge uma pergunta. É esta: Por que o eterno Pai do nosso Senhor Jesus resolveu criar o mundo? Será que ele precisava de alguém? Será que ele precisava de nós? Deus já não era perfeitamente alegre junto com seu eterno Filho amado? Qual então foi a finalidade que ele tinha ao criar o mundo? Qual a razão por que Deus Pai falou com seu Filho, para os dois iniciarem o grande projeto da criação? Certamente uma razão muito importante, irmãos, foi que Deus quis manifestar o seu imenso poder. Se nós queremos fazer alguma coisa, precisamos de materiais. Precisamos de madeira, de tijolos, de farinha, de leite, de um tecido, ou de outros materiais ou substâncias. É só assim, tendo os ingredientes necessários, que conseguimos fazer alguma coisa. Mas o que Deus Pai fez? Ele criou o mundo do nada! Ele disse: Haja luz; e houve luz (Gênesis 1: 3). Que poder irmãos! Não há outro poder igual a esse poder! Deus criou também o homem. “Ele o formou do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego da vida” (Gênesis 2: 7). Este homem foi criado para quê? Ele foi criado para conhecer Deus Pai Criador, o Todo-Poderoso.

Há mais uma finalidade muito importante por que Deus Pai criou o mundo. Além de mostrar seu imenso poder, Deus também quis mostrar sua eterna fidelidade. Vejam o que Deus fez depois da criação do mundo. Em momento algum ele o abandonou. Quando o pecado entrou no mundo, ele não o destruiu para fazer outro. Deus nunca abriu mão do grande projeto da criação. Pois Deus é fiel. Sua fidelidade é eterna. Já do jeito que Deus criou o mundo, brilhou a sua fidelidade. Ele falou, e aconteceu. Ele falou, e, como Deus é poderoso e fiel, aconteceu! O que ele disse, se cumpriu de imediata. Pois ele falou: haja luz. E houve luz! Assim Deus mostrou, já na hora da criação, a sua fidelidade, que é grande e eterna. “A palavra que sai da minha boca não volta para mim vazia, mas faz o que me apraz e prospera naquilo para que a designei”, diz o SENHOR (Isaías 55: 11). Da mesma forma, assim como Deus não abandona a palavra que sai da sua boca, assim também ele jamais abandona as obras das suas mãos. Ainda hoje, tantos milhares de anos depois, Deus continua sustentando todas as criaturas. “Deus, tu fazes rebentar fontes no vale, cujas águas correm entre os montes; dão de beber a todos os animais do campo. Do alto de tua morada, regas os montes; a terra farta-se do fruto de tuas obras. Fazes crescer a relva para os animais, e as plantas, para o serviço do homem, de sorte que da terra tire o seu pão, o vinho, que alegra o coração do homem, o azeite, que lhe dá brilho ao rosto, e o alimento, que lhe sustém as forças. Todos esperam de ti que lhes dê comer a seu tempo” (Salmo 104). É assim que Deus continua sustentando todas as suas obras. Deus Pai, o Todo-Poderoso, nos criou e nos colocou neste mundo para que conhecêssemos o Deus fiel, a qual jamais abandona as suas obras.

Existe mais uma finalidade por que Deus criou o mundo. Deus também quis mostrar ao homem que é Pai. Deus sempre foi o eterno Pai do nosso Senhor Jesus Cristo. Agora, irmãos, Deus, pela sua misericórdia, quis que nós também fôssemos chamados filhos de Deus. O eterno Filho de Deus, que era Deus e estava com Deus, concordou e se colocou a disposição do Pai. Ele se dispôs para pagar o preço. Desta maneira o projeto da criação virou palco para o projeto da salvação. Ao criar o mundo, o Pai e o Filho desenharam um eterno Plano da salvação para que muitos pudessem ser adotados como filhos amados de Deus Pai. Vejam só como foi grande o amor de Deus Pai! Já no início da história o homem e seus descendentes caíram em pecado, e não respeitaram a Deus. O homem, criado perfeitamente por Deus, ficou rebelde e se entregou à morte. Mesmo assim, Deus não mudou de propósito. Conforme já decidido antes de todas as épocas, “Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).

Vejam só, que Pai vocês têm, irmãos! Ele é o Todo-Poderoso, o Deus fiel. Este grandioso Deus e Pai criou todas as coisas. E mais, ele os ama desde a eternidade. Ele predestinou os seus filhos amados para alcançarem a vida eterna. Que Pai vocês têm, irmãos! Ele é o princípio e o fim de todas as coisas. Não há Deus igual, não há outro. Irmãos, tenham esta fé e acreditam nele. Acreditam em Deus Pai, o Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra. Rejeitem todas as crenças, hipóteses e teorias que neguem as obras, o poder e o amor de Deus Pai. Não fiquem impressionados com a sabedoria dos homens, que inventaram que você é descendente de macaco, portanto um animal. É pura bobagem, irmãos. Vocês não são descendentes de macacos. Vocês não são animais. Vocês também não devem ser tratados como os animais. Vocês têm mais valor do que qualquer animal. Pois vocês são filhos de Deus Pai, Criador do céu e da terra. Vocês foram criados por ele (Atos 17: 27). Cristo morreu por vocês. Cristo derramou seu sangue para salvar vocês, e lhes deu o seu Espírito, que habita em vocês. Será que Deus teria feito tudo isso por vocês, se vocês fossem descendentes de macacos? Jamais, irmãos. Ele só fez isso porque vocês são filhos de Deus, criados por ele para a sua honra e glória. Os outros, que vivem sem Deus e sem esperança, que crêem nas crenças como a teoria da evolução, eles de fato só vivem para morrer e para deixar espaço para outros seres. A sua vida, irmãos, é diferente. Vocês conhecem Deus Pai criador, o Todo-Poderoso, o Deus fiel, o Deus que ama os seus filhos.

Irmãos, tenham sempre consciência desta fé. Sintam-se em casa neste mundo, sabendo que o Pai do nosso Senhor Jesus Cristo é o Criador de todas as coisas, e portanto o dono de tudo. Observem as aves e as flores, observem as belezas feitas pelas mãos de Deus. E louvem a Deus, pois tudo isso só veio a existir pelo poder da sua Palavra! Os sábios deste mundo não querem crer no poder de Deus. Eles preferem crer na evolução. Os sábios deste mundo não conhecem alguém mais poderoso do que eles. Eles acham que eles próprios podem assumir o lugar de Deus. Nós porém conhecemos a Palavra de Deus. Nós temos olhos, e vemos ao nosso redor que Deus existe e que seu poder é tremendo. E mais, sabemos que ele é nosso Pai, por Cristo Jesus. Ele que sustenta e domina todas as leis da natureza, que está acima de qualquer força ou poder, ele nos ama com um amor eterno. Ele criou este mundo, e ainda vai criar outro, para todos reconhecerem: Deus Pai, que é o eterno Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, é o eterno Criador, o único digno de louvor, pois seu Filho nos salvou. Irmãos, que nenhum livro, nenhum programa de televisão, nenhum professor e nenhum sábio deste mundo jamais abale essa sua fé! Que ninguém fique confuso ao observar a arrogância dos homens. Observando o que Deus Pai, o Todo-Poderoso já fez, vocês podem ficar calmos e tranqüilos. Somente ele, o Criador, é o único digno de louvor e adoração. Ele é o Todo-Poderoso, o Deus fiel, o Deus que ama os seus filhos com amor eterno.

Amém.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião