Quero ser um ungido de Deus.

Uma das coisas que mais se tem falado nestes últimos dias é sobre “unção”. Que pessoa mais ungida. Que pastor ungindo. Que louvor ungido. Que pregação, que oração, que testemunho ungido.
Em uma visita a nossa igreja em Cascavel, esteve compartilhando conosco a Palavra, o Pastor Silmar, missionário em Namíbia, África, que quando estava presente em uma cerimônia de batismo, um judeu, amigo pessoal, lhe questionou por que os cristãos falam tanto em “unção”, se isto é uma coisa que tem a ver com a prática judaica. Conversaram sobre este assunto, e o seu amigo judeu pode falar do que significava para eles (judeus) a unção. O que lhe despertou uma curiosidade sobre este assunto. O que realmente significava a unção e ser um ungido. Este irmão trouxe-nos realmente uma palavra de edificação ao repartir um pouco do que aprendeu sobre este assunto. Assim, pretendo repassar neste texto um pouco do que foi compartilhado e fazer um desafio. O de sermos tomarmos posição no reino de nosso Pai no “sacerdócio” a qual todos somos chamados a viver e para o qual Jesus Cristo veio nos ungir com sua salvação e senhorio.
Deus mandou Moisés buscar as principais especiarias para preparar o óleo para a unção. Não mandou buscar o que era de baixa qualidade ou valor, não pediu o resto, a sobra ou o que não se usava mais. Radicalizando, Deus não ordenou buscar nada no lixo, pois Ele quer o melhor. E cinco coisas O Senhor requereu para compor o óleo sagrado. Cada uma em medida certa. Nem de mais nem de menos.
“Disse mais o SENHOR a Moisés: Tu, pois, toma das mais excelentes especiarias: de mirra fluida quinhentos ciclos, de cinamomo odoroso a metade, a saber, duzentos e cinqüenta ciclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta ciclos, e de cássia quinhentos ciclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveira um him. Disto farás o óleo sagrado para a unção, o perfume composto segundo a arte do perfumista; este será o óleo sagrado da unção. 26 Com ele ungirás …”

1.Mirra – Tempos Difíceis.

Resina tirada de uma pequena árvore do Oriente Médio, com a qual se fazia um perfume agradável e um remédio que, misturado com vinho, servia como calmante (Ver Sl 45.8 e Mc 15.23).
“Como a mirra, que só lança perfumes. Quando a deitam no fogo, a nossa alma. Só tem aroma quando a angústia a queima”.
(Eugênio de Castro, Obras Poéticas, V, p. 47).
Os tempos difíceis faz parte da preparação de uma pessoa para que seja um ungido de Deus. Não há quem possa dizer que é ungido e não tenha passado por provas e tribulações. Quando se enfrenta dias difíceis há a tentação de usar de subterfúgios. Para evitar as dificuldades usam-se subterfúgios. Então, tem gente (crente em Jesus) que faz cada coisa. Por ex.: Sonegação. Sonegação de impostos, de dízimos, de pagamento de dívidas. E a pior de todas as sonegações a meu ver é a do amor com que nós devemos nos amar uns aos outros.
Não existe cristão ungido que não tenha passado por tempos difíceis (provações – tribulações). Mas nosso Pai em Cristo Jesus tem Mirra pra nós.

2.Cinamomo Ardoroso – Retidão.

Quando um judeu precisava preparar uma régua de precisão, usava da madeira do cinamomo (é a madeira da canela).
Como é que está sua vida, seus relacionamentos, seus negócios? Há de se ter retidão com a família, no trabalho (ministério) e em todos os negócios que temos participação. Se um cristão não é capaz de manter a retidão ao participar de alguma coisa, convém que não se envolva, mas o melhor é que tenha um coração reto e um espírito inabalável em toda e qualquer situação. Por ex.: na política, se sabe que não vai conseguir manter uma vida de retidão, não se envolva. Mas o melhor é poder estar ali com um coração reto.
Não existe unção sem vida reta. E, nosso Pai em Cristo Jesus tem Cinamomo Ardoroso para nós.

3.Cálamo Aromático – Equilíbrio e doçura.

O cálamo é uma espécie de taquara. Por ex.: a cana de açúcar serve bem para ilustração. O Balanço da cana sob a força do vento (tempestade), é capaz de ir até o chão e depois voltar à posição normal. Há pessoas que vão até ao chão e depois não conseguem mais voltar ao normal (ficar em pé), são aqueles que estão nos extremos. Vivem desequilibrados e intransigentemente.
Não existe um crente ungido com uma vida desequilibrada. Por ex.: Que não é capaz de administrar seu dinheiro, gastando mais do que ganha, devendo para o banco, para pessoas, para agiotas e não tendo como pagar. Sendo em casa, no convívio com a família uma pessoa desequilibrada, ora doce ora agressivo,…
Há também a questão da doçura. Não podemos sair dando marretadas por aí. Moisés aprendeu a ser manso e ficou conhecido como o homem mais manso sobre a terra. Jesus é o nosso maior referencial de equilíbrio e doçura. Nele nosso Pai tem pra nós o Cálamo Aromático.

4.Cássia – Humildade.

A Cássia, na mesma proporção que cresce para cima, cresce para baixo. Você pode crescer na vida, mas não pode deixar de ser humilde. Ex.: Perdão. Pedir perdão não é fácil, mas imprescindível a quem que viver uma vida ungida. Ser sacerdote no reino de Deus.
Não podemos confundir espírito humilde com pobreza material e uma vida “simplória”. Ser simples – humilde é estar desprovido da soberba e do orgulho. Como disse João Batista a respeito de Jesus: “Importa que ele cresça e eu diminua”. Assim também deve ser conosco. Que Cristo cresça cada vez mais em nós e que o nosso “eu” diminua diante da manifestação da presença de Deus.
Sem humildade a unção vai embora. Por isso mesmo nosso Pai em Cristo Jesus tem Cássia para nós.

5.Azeite de Oliveira – Para iluminação – Luz.

Não existe um cristão ungido que não viva na luz e que em Jesus seja luz. Jesus veio para iluminar todos nós e nos deu uma orientação: “sermos luz no mundo”.

Conclusão:

Todos estes cinco ingredientes são imprescindíveis para a unção. Não pode faltar nenhum. Então a pergunta final é: Está faltando um destes ingredientes em minha vida? Qual deles? Jesus tem este óleo sagrado para derramar sobre nossas cabeças. É tempo de humilhar e pedir ao Senhor o que está faltando. Pedir-lhe que nos de unção nesta hora…
É tempo de buscarmos esta unção para vivermos o chamado do “sacerdócio de todos os crentes em Jesus”. Nosso Pai esta a procura de um povo que clama, intercede e busca seus pensamentos de paz. Que cada um possa dizer ao Senhor: “Eis-me aqui”.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião