Uma nova chance

Neste sermão vamos aprender sobre dar e receber uma nova chance. Muito apropriado para os dias de hoje quando as pessoas não tem uma nova chance na vida.

Introdução:

Um prefeito que em 2000 foi cassado do seu cargo por improbidade administrativa, foi reeleito com aproximadamente 52% dos votos. Não quero aqui espiritualizar a situação, até porque sou contrário a tal medida, mas gostaria de com este exemplo apresentar um tema controverso e que causa polêmicas nas igrejas cristãs e que, portanto são muito pouco praticadas: dar uma nova chance. O candidato a que me refiro ganhou uma nova chance, mesmo tendo cometido abusos na prefeitura, devido às suas qualidades quando exerceu o cargo.

Mas nas igrejas vemos que a situação é um pouco diferente, temos dificuldade em dar uma nova chance para mudanças, pelo contrário, enviamos a pessoa ao tribunal, julgamos e apresentamos o veredicto e na grande maioria das vezes o resultado final é a prisão perpétua ou até mesmo a condenação à morte. Mas então como podemos mudar este quadro nas igrejas, como podemos trabalhar a inclusão e não a exclusão?

Como podemos dar uma nova chance? E mais precisamente o que é dar uma nova chance? Vejamos alguns ensinos bíblicos sobre isso.

Dar uma nova chance é perdoar

  • O perdão é uma característica nobre, mas pouco praticada. Na teoria ela é muito citada e pregada.
  • Todos cometem erros, mas o perdão de Deus é liberado sobre nossas vidas.
  • Perdoar é esquecer os erros passados e jamais julgar
  • Observemos as atitudes de Cristo frente às pessoas que o procuravam: Jesus perdoou a mulher adúltera; Jesus perdoou Zaqueu; Jesus perdoou Pedro; Jesus perdoou os que o prenderam e o torturaram.
  • O perdão liberta, restaura e renova.
  • Quando estamos enjaulados pela culpabilidade, o perdão abre essa cadeia.
  • Mas o perdão não é apenas perdoar em uma atitude interiorizada, mas precisa haver a exteriorização deste perdão, precisa-se da prática. Para tanto dar uma nova chance não é apenas falar, é principalmente agir. Portanto dar uma nova chance…

Dar uma nova chance é ajudar

  • Dar uma nova chance é estender a mão para aqueles que estão sendo condenados pela sociedade e pela própria igreja.
  • Ajudar a pessoa a se levantar se faz necessário, devemos intervir.
  • Muitas vezes a pessoa é liberta da cadeia que a prende, mas ela não quer sair daquele lugar, pois é árduo devido à fraqueza com que se encontra.
  • Jesus ajuda a mulher adúltera, intervém por ela da condenação dos fariseus.
  • Devemos ajudar, estando junto, orando, dando apoio, intervindo se necessário.
  • Mas porque devemos ajudar? Porque devemos acreditar na mudança de vida, no potencial, nas qualidades. Portanto dar uma nova chance…

Dar uma nova chance é acreditar

  • Crer, uma palavra forte e profunda. Como podemos acreditar em alguém, se no mundo em que vivemos o não crer é o que domina as mentalidades.
  • Essa é uma das grandes diferenças para os imitadores de Cristo, acreditar nas pessoas, na mudança de vida.
  • Isso sem dúvida pode atingir as vidas de maneira profunda. Basta dar alguns exemplos. Nas grandes cidades quem acredita nas prostitutas, nos viciados, nos mendigos, nos marginais ou nos empresários que não pagam impostos, nos políticos corruptos, nos líderes religiosos sem caráter?
  • Jesus acreditou e ainda acredita, mas porque nós que nos autodenominamos imitadores de Cristo, embaixadores, propagadores das boas novas não acreditamos, pelo contrário, somos os primeiros a desacreditar, dizendo: “este está perdido, aquele não tem solução!”
  • Se nós tivemos uma solução com a morte de Cristo, pois éramos prostitutas, mendigos, marginais, viciados com nossos delitos e pecados, porque tais irmãos que são condenados pela sociedade não podem ter uma nova chance?
  • Mas acreditar caminha de mãos dadas com outra palavra que demonstra prática. Dar uma nova é acreditar e também…

Dar uma nova chance é valorizar

  • Podemos dizer que valorizar é dar importância ou significado a algo ou alguém que anteriormente tinha o seu valor reduzido.
  • Quando ouvimos nos noticiários que as ações de uma determinada empresa valorizaram na bolsa, significa dizer que seu valor aumentou, sendo requerida por muitos investidores.
  • As vezes somos como as bolsas de valores, damos importância nas pessoas quando estas valorizam, mas porque não sermos agentes da valorização, ou seja, por que não investimos nas qualidades de pessoas desacreditadas, humilhadas, condenadas pela sociedade para que elas venham retomar o seu devido valor, que sempre havia nelas, mas devido as situações sentiam-se sem valor algum.
  • Muitos creditam acreditam ser a mulher adúltera, a mesma que beijou e limpou os pés de Jesus com o ungüento. Jesus a valorizou em meio a todos os fariseus e doutores da lei, dizendo que ela havia lhe honrado, enquanto os anfitriões não tinham dado tais honrarias a Cristo.
  • Mas podemos dizer que antes de perdoar, ajudar, acreditar e valorizar, Jesus a amou com todos os seus problemas e delitos. Portanto dar uma nova chance é acima de tudo amar.

Dar uma nova chance é amar

  • O amor é o dom supremo. Quem dá uma nova chance ama.
  • O amor faz com que todo o pré-julgamento, toda a condenação social, toda a discriminação, se transforme em perdão, em ajuda, em valorização.
  • O amor faz com aquele que estava desvalorizado e desacreditado, se torne o mais precioso de todos, as ações sobem exorbitantemente.
  • O efeito do amor é algo inexplicável, imensurável. O efeito é instantâneo.
  • Hoje as pessoas carecem do amor. Famílias desestruturadas, pessoas que se condenam pelo seu passado, jovens viciados e desacreditados, ser humanos que são tratados como animais pela sociedade, muitas vezes comparáveis a valor de lixo, tamanha a falta de amor que se observa na atualidade.
  • Em todas as novas chances que Jesus deu, relatados nos Evangelhos, vemos o amor sendo a grande matriz de toda a ação. E foi por causa deste amor que Jesus causou tanto escândalo, pois o amor perpassa a lei.

Aplicação:

Devemos perdoar as pessoas pelos seus erros que possam ter nos atingido e apresentar o perdão de Deus que as libertará do cárcere de acusação em que vivem. Mas perdoar perpassa o discurso e se concretiza na prática ajudando-as a sair do poço profundo em que se encontram quando são condenadas por seus erros e sempre, em todo momento acreditando na mudança de vida e valorizando-as como filhos e filhas de Deus, lembrando sempre que o grande motor para dar uma nova chance é o amor.

Conclusão:

Concluo que dar uma nova chance, incluir e não excluir é algo extraordinário. Como nos exemplos de Cristo, podemos também dar uma nova chance. Conheci um rapaz que foi desacreditado por causa das drogas, excluído do “ministério” de música, que era seu grande prazer, excluído dos grupos sociais da igreja, principalmente dos jovens.

Quando este jovem se apresentou, depois de um ano a igreja, estava moribundo, magro, doente, mas quando o mesmo foi incluído novamente à música da igreja, mesmo estando envolvido com drogas ainda, e quando foi lhe ministrado o perdão, este se sentiu perdoado, valorizado, amado e hoje está com a saúde restaurada, a família novamente unida, com um bom emprego, mas principalmente, a alegria de viver em obediência a Cristo lhe foi restaurada.

Deus nos deu uma nova chance quando enviou seu filho para morrer em nosso lugar, e continuará nos dando chances dia após dia até o nosso último respirar, então porque muitas não damos chances às pessoas de mudarem? Que possamos aprender com Cristo nos relatos dos evangelhos. Incluir e não excluir, dar uma nova chance e não condenar que venhamos a aprender isso praticando todos os dias de nossas vidas

Convido a todos a fecharem seus olhos e curvarem vossa fronte. Talvez você mesmo precise de uma nova chance, todos nós precisamos. Talvez você se auto-condene e também condena os outros. Ore a Deus para que possamos juntos a aprender a dar uma nova chance, não pela nossa própria força, mas pela graça e misericórdia de Deus que nos alcança dia após dia.

Que aprendamos a perdoar, a ajudar, a acreditar, a valorizar e acima de tudo a amar, pois assim estaremos na contramão do que este mundo pós-moderno incentiva e prega, só assim os valores bíblicos serão percebidos.

Autor: Wesley Américo Bergamin Granado de Paula

Visite: http://www.ejesus.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião