Viver a vida de oração que Jesus ensinou

Em geral, quando intensificamos nossa vida de oração?
Você lembra da ultima vez que você viveu uma vida de oração intensa por alguma razão especifica?
Quando nos sentimos prontos para desistir…
Quando nos sentimos prontos para celebrar…
POR QUE A GENTE ORA?
OU, EU ORA? VOCE ORA? QUANDO EU OU VOCE ORAMOS?
MAS COMO É VIVER A VIDA DE ORAÇÃO QUE JESUS ENSINOU?
A história de Nicolau Kwash … “A dor do meu joelho é para lembrar-me que é tempo de estar com Deus e enquanto a dor não passa não para de deliciar-me na presença dele…”

Ler Mateus 7:7-12
TRANSIÇÃO

Estamos terminando hoje esta série de mensagens no chamado sermão do monte.
Nosso alvo nesta série era incentivar-nos a viver uma vida interior que refletisse o caráter de Jesus.
Hoje vamos focar uma das últimas partes do sermão.
Domingo passado o Pr. Paulo focou no texto 6:1-4. Ele tratou da questão da ajuda ao necessitado.
Hoje vamos olhar parte do próximo segmento do sermão que foca na oração ou em uma atitude de oração em nossas vidas.
O contexto da audiência
O contexto imediato – Não julgar, ansiedade pela vida.
O contexto maior começa no 5:17 quando Jesus diz que não veio para abolir a Lei, mas para cumprir. Tudo que estava na Lei ele cumpriria e capacitaria seus seguidores para cumprir.
Mas, o cumprir seria fruto de uma relação com Deus e não um processo para chegar a Deus.
A audiência estava cansada de uma religião falsa e focada apenas no exterior e em regras. Jesus queria liberta-los deste jugo religioso e prover a liberdade interior que eles nem entendiam que poderiam experimentar.
Os Fariseus e escribas procuravam viver uma vida apenas externa e tinha ali mesmo a recompensa- Eram respeitados também por fora pelo povo mas não tinha a admiração. Eles eram distantes e arrogantes – Jesus queria ensinar um modelo novo de vida. Um modelo de vida que mesmo sem ter o que ostentar era uma vida com significado e que glorificava a Deus.
Os da audiência haviam sido ensinados a orar de uma forma externa (orações prontas, longas, jejum de aparência)
Ensinados a orar baseados na repetição
AGORA JESUS QUER ENSINAR UM NOVO CONCEITO
ELE QUER ENSINAR A VIDA DE UMA VIDA DE ORAÇÃO.
UMA VIDA DE ORAÇÃO QUE PODE SER VIVIDA E QUE PRODUZ SATISFAÇÃO EM QUALQUER TIPO DE ESTAÇÃO
ABRA COMIGO EM MATEUS 6:5-8
I – ORAR É UMA EXPERIENCIA DE INTIMIDADE COM DEUS (6:5-8)
A. ORAR É UMA RELAÇÃO DE INTIMIDADE A DOIS – Mateus 5:6
Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.
A ênfase no “secreto” – Não exatamente em um local mas uma atitude. É entre eu e Deus. Deus conhece o nosso coração.
A ênfase da postura – Não pela repetição, duração ou postura física
A ênfase do interior – TEU PAI QUE TE VÊ EM SECRETO
1. Deus sabe de tudo que existe em nosso coração 2. Deus sabe o que estamos querendo dizer o que não estamos dizendo 3. Quando aparecemos diante de Deus aparecemos para um momento de intimidade. B. A RECOMPENSA DO ORAR
Existe uma promessa direta e incondicional de Jesus
Existe uma recompensa prometida
QUAL A RECOMPENSA?
Deus sabe o que precisamos, mas se alegra conosco quando oramos. Ele sabe antes mesmo que expressemos, mas como Pai se alegra quando vamos a
ele.
O Senhor detesta o sacrifício dos ímpios,mas a oração do justo o agrada.

Deus não é vencido pela repetição ou formas específicas
NÃO MUITO (ORAÇÕES DEMAIS) – ELE SABE TUDO (NÃO PRECISA REPETIR OU FORÇAR)
Deus nos promete recompensa em nossa vida de oração – Quando temos a atitude correta e o coração correto. – Efésios 2:20 – Ele é capaz de fazer muito mais do que pensamos …
APLICAÇÃO 1. Você já imaginou que quando você orar você está oferecendo a Deus um momento de alegria? 2. Você já imaginou que Deus sabe do que você precisa antes de você falar ? 3. Você já imaginou que tudo que está dentro do seu coração está claro e visto por Deus e Deus quer tratar de tudo que dentro deste coração o incomoda? A você e a Ele?
Suas dores
Seus medos
Seus pecados que somente Deus e você sabe?
E QUE PORQUE ELE LHE AMA ELE QUER TRATAR DE TUDO QUE ESTÁ ALI?
NÃO PODE HAVER INTIMIDADE SEM CONHECIMENTO DO QUE EXISTE DENTRO DA GENTE, POR ISSO ORAÇÃO É UM CAMINHO DE INTIMIDADE COM DEUS
SOMENTE DEUS PODE VER O QUE EXISTE DENTO DO NOSSO CORAÇAO E SEM ESCANDALO TRATAR DO NOSSO CORAÇÃO
VAMOS AGORA PARA MATEUS 7:7-12
II – ORAR COLOCA-NOS EM CONTATO COM UM DEUS SENSÍVEL AOS SEUS FILHOS (Mateus 7:7-11)
A. ORAR É UMA ATITUDE CONTÍNUA DE BUSCA POR DEUS – 7:7,8
PEDIR, BUSCAR E BATER NÃO CONSTITUEM UM PROCESSO MAS UMA ENFASE – CONTINUIDADE – Os verbos no presente contínuo –
Salmo 62:8 Confie nele em todos os momentos, ó povo; derrame diante dele o coração, pois ele é o nosso refúgio.
Não uma ação de postura 24 horas, mas uma mente, uma atitude de estar continuamente na presença de Deus. – Não para repetir a oração mas para crescer na intimidade com Deus.
Fomos exortados a ORAR SEM CESSAR – I Tess 5:17 – Uma mente permeada por oração.
VOCE CONSIDERA ISTO DURANTE TODO O SEU DIA?
ISTO AFETA A FORMA

como vemos televisão ou navegamos na Internet.
Isto afeta como nos dirigimos às pessoas quando estamos com raiva –Usaríamos palavrão na presença de Deus.
Isto afeta com nos comportamos no namoro
ou quando estamos fazendo negociações com clientes, etc.
TUDO ISTO VOCE EM UM CONTEXTO COMO SE ESTIVESSE BUSCANDO A APROVAÇÃO DE DEUS?
B. QUANDO ORAMOS INTERAGIMOS COM DEUS ENTRAMOS EM UM CONTEXTO DE UMA RELAÇÃO DE UM PAI AMOROSO COM SEUS FILHO- Isto é graça.
Deus interage conosco como um pai interage com seus filhos (Salmo 81:10;Hebreus 4:14-16)
Na oração aprendemos a experimentar o melhor de Deus para conosco.
Deus promete ouvir nossas orações.(receber, achar,será aberto)
O TOQUE EMOCIONAL DE JESUS – Se você não entende isto, pergunte para você mesmo – COMO EU AJO QUANDO MEU FILHO VEM E AMOROSAMENTE ME PEDE ALGO, QUE POSSO FAZER?
E QUANDO NÃO POSSO FAZER, MAS É ALGO JUSTO, COMO ME SINTO?
A DIFERENÇA É QUE DEUS PODE TUDO
C. POR PODER TUDO DEUS RESPONDE NOSSAS ORAÇÕES –
A promessa de Jesus – Deus dará boas coisas
As coisas boas são as coisas que tem a ver com o amor dele para conosco.
As coisas boas são aquelas coisas que glorificarão o nome dele e nos trarão satisfação
As coisas boas podem ou não incluir as coisas materiais que pedimos
MAS NUNCA ALGO QUE VENHA FAZER-NOS MAL
POR ISSO FOMOS ENSINAR A ORAR DE ACORDO COM A VONTADE DEUS DEUS
MAS O PONTO DE JESUS É – DEUS RESPONDE AO QUE PEDIMOS
DEUS RESPONDE A UM CORAÇÃO SINCERO QUE ENTRA NA PRESENÇA DELE E DIZ- SENHOR É ASSIM QUE ESTOU, É ISTO QUE PRECISO, ESPERO POR TUA VONTADE.
APLICAÇÃO
1. Como está seu coração – POR QUE VOCE VEIO AQUI?
2. O QUE LHE AFLIGE HOJE?
3. VOCE ESTÁ PRONTO PARA ORAR E DIZER – Senhor, só o senhor conhece a intimidade do meu coração – QUERO ORAR, DIZENDO, … DE ACORDO COM TUA VONTADE ?

III – ORAR TAMBÉM RESULTA NUMA VIDA QUE REFLETE DEUS
(7:12)
Observe a transição no versículo – “…assim…”,
Ele vai aplicar o principio da oração num contexto surpreendente.
As dores da audiência – Ansiedade, pressão financeira e religiosa, problemas familiares, abandono físico e emocional – O NORMAL ERA DESISTIR, RETALIAR OU VIVER SEM ESPERANÇA- Ao mesmo tempo em que Deus prometeu ouvir, Deus promete capacitar para uma vida não reativa mas uma vida ativa em refletir o que Deus é.
Oração resulta também em pensar no bem do outro
Oração também resulta em um estilo de vida que reflete o que Deus é.
Orar pensa assim – COMO EU GOSTARIA SER SER TRATADO QUANDO ERRO? QUANDO AGRIDO? QUANDO AJO DE UMA FORMA ERRADA?
MAS NÃO SOMENTE ASSIM, E SIM, SE QUERO REFLETIR DEUS, COMO EU AGIRIA?
MAS, EU NÃO CONSIGO, ENTÃO EU PRECISO ORAR, PEDINDO QUE DEUS PRODUZA ESTA ATITUDE EM MEU CORAÇÃO.
TALVEZ JESUS DESAPONTOU SUA AUDIENCIA NO FIM DO SEU SERMÃO.
ELE NÃO DISSE QUE VEIO PARA LIBERTAR SUA AUDIENCIA DO DOMINIO DO IMPÉRIO ROMANO NEM DO DOMINIO ABUSIVO DOS FARISEUS E PUBLICANOS
ELE VEIO PARA DAR PARA ELES UM NOVO CORAÇÃO
Ilustração pessoal – LEMBRA DA HISTÓRIA DO CAP. MARK QUE LHES CONTEI DUAS SEMANAS ATRÁS?
Há muito tempo atrás eu tive um difícil cap. Mark em minha vida. Um dia eu estava saindo daqui para visita-lo, pois estava doente. Alguém que orava por mim para que este relacionamento fosse consertado me viu saindo e me perguntou, ONDE VAI? Eu respondi, visitar fulano, MAS COMO? Ele mudou? Não, eu disse, talvez eu mudei…

APLICAÇÃO

QUANDO ANDAMOS COM DEUS, PASSAMOS A PARECER COM DEUS…
MAS, ONDE NÃO COMUNICAMOS DEUS EM NOSSAS VIDAS?
Nessas áreas precisamos concentrar em nossas orações – Para que deixemos de causar dano em outros, para que reflitamos Deus. SE SOMOS PESSOAS DE ORAÇÃO, DEVEMOS VER EM NOSSAS VIDAS O RESULTADO DO TEMPO QUE PASSAMOS COM DEUS.
SE NÃO ESTAMOS REFLETINDO DEUS EM NOSSAS VIDAS, OU NÃO ESTAMOS ORANDO DA FORMA CORRETA, OU ESTAMOS ORANDO APENAS COMO OS FARISEUS.
APLICAÇÃO FINAL

1. SE ORAÇÃO É INTIMIDADE COM DEUS, EU ESTOU ME ABRINDO PARA DEUS? 2. PARA ABRIR-SE PARA DEUS EU PRECISO CONTINUAMENTE ESTAR NA PRESENÇA DELE … EU VIVO DESTA FORMA?
QUERO TERMINAR COM ALGUMAS SUGESTÕES
1. EXPERIMENTE SEPARAR UM TEMPO DIÁRIO COM DEUS… (Deus conosco)
2. EXPERIMENTE FALAR DO QUE ESTÁ NO SEU CORAÇÃO COM DEUS
Dor
Desapontamento
Mágoa
Necessidades
Gratidão
3. INCLUA NESTE FALAR COM DEUS SUAS NECESSIDADES E ANSEIO 4. INCLUA NOSSA IGREJA – Queremos ser uma Igreja que ama a Deus e porque ama a Deus, ela é uma Igreja que ama os que estão aqui e busca os que estão fora.

Lisânias Moura

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião